A volta ao mundo em nove corridas

#pf_são_silvestre_5
Correr a São Silvestre do Porto dá desconto na Skechers
21 December, 2017
20171107_CS©_0718
Armando Teixeira
22 December, 2017
gaoligonf

T: Rute Barbedo F: DR

Qual proeza de Júlio Verne entre comboios e navios, a RUNning convida-o para uma volta por nove provas com história que marcarão o ano de 2018. Mas apresse-se, que as inscrições esgotam num sprint!

 

Transgrancanaria – 21 a 25 de Fevereiro

17 km e 300 metros D+
30 km e 750 metros D+
42 km e 1000 metros D+
64 km e 3200 metros D+
125 km e 7500 metros D+
360˚ (distância e desnível
por anunciar)

ddassas

Os Guanches (guan quer dizer homem e che, montanha branca) foram os primeiros a habitar as Canárias

 

No arquipélago espanhol deitado ao largo de Marrocos, pensar que se está, no mesmo dia, a atravessar o deserto, a floresta, a força de um vulcão ou a praia do paraíso não é alucinação. A Gran Canária tem 230 quilómetros de costa e 400 hectares de dunas e o trail chegou-lhe em 2003 pelos pés de apenas 65 participantes. Hoje são mais de 1400 os aventureiros que tentam conhecê-la de ponta a ponta em menos de 30 horas.

 

 

 

 

Madeira Island Ultra Trail – 25 a 28 de Abril

115 km e 7200 metros D+
85 km e 4700 metros D+
42 km e 1750 metros D+
16 km e 375 metros D+

ss

Os madeirenses utilizam, desde os primórdios, as levadas como canais de irrigação

 

Menos de 15 dias bastaram para esgotar as inscrições de uma das provas mais internacionais de Portugal, mas ainda vale a pena referir o MIUT. Atravessar a Madeira de Noroeste a Sudeste, possivelmente com chuva, sol, calor e vento, é o desafio que se repete em 2018 pela décima vez. Do quebra-pernas do maciço montanhoso ocidental, usando caminhos históricos que outrora serviam para ir buscar madeira à serra, a prova principal segue para o antigo refúgio das freiras – o Curral das Freiras –, toca na floresta Laurissilva e dirige-se para a Encumeada e o Areeiro. Até ao Machico, muita Madeira passa pelas pernas.

 

 

 

Maratona das Areias – 6 a 16 de Abril

250 km em seis etapas

maratonadasareias

A travessia de Patrick Bauer, em 1984, inspirou a corrida no Saara

 

É a 33.ª edição a ter lugar em Marrocos, num desafio de 250 km em seis etapas que já se tornou num mito. Quando, em 1984, Patrick Bauer decidiu percorrer sozinho 350 km em pleno Saara carregando 35 kg numa mochila, a viagem de 12 dias ficou na história. Foi o ponto de partida para a Maratona das Areias que, dois anos mais tarde, se viria a oficializar enquanto competição e prova à resistência humana – com temperaturas muitas vezes acima dos 50˚C. Outras “maratonas das areias” desenrolam-se no Peru (a segunda edição é já entre 26 de Dezembro e 6 de Janeiro) e em Fuerteventura (de 125 km, em três etapas, em Setembro de 2018), nas ilhas Canárias, Espanha.

 

 

GaoLiGong – 9 de Março

160 km e 8400 metros D+
125 km e 6600 metros D+
55 km e 2300 metros D+

gaoligonf

Os Flying Tigers a sobrevoar as montanhas Gaoligong, na II Guerra Mundial

É o único evento com o certificado do UTMB a acontecer no continente asiático e promete uma experiência na natureza em estado bruto. O desafio enquadra 160 km nas montanhas Gaoligong, no sudeste chinês, na fronteira com a Birmânia, sendo que 96% do caminho é em trilhos naturais, no habitat de leopardos, jiboias e ursos. As montanhas Gaoligong são um resort quase intocado pelo homem, cumprindo este trail o papel de alertar para a importância da sua preservação. Já a corrida de 125 km é uma homenagem aos combatentes que sacrificaram as suas vidas na região durante a II Guerra Mundial.

 

 

 

Campeonato do Mundo de Trail – 10 a 13 de Maio

63 km
5439 metros D+
e 4227 metros D

cmundoPara o ano, o Campeonato do Mundo de Trail terá lugar na vizinha Espanha, na região de Castelló, a norte de Valência. Os Penyagolosa Trails serão uma das competições mais aguardadas do ano, que começa ao nível do mar para subir numa “peregrinação” até ao Santuário de Sant Joan de Penyagolosa, uma aventura iniciada há 25 anos por um grupo de  montanhistas. No quadro da elite, Portugal será representado por 14 atletas.

Ultra Trail du Mont-Blanc – 27 de Agosto a 2 de Setembro

171 km e 10 300 metros D+
119 km e 7200 metros D+
101 km e 6100 metros D+
56 km e 3500 metros D+
290 km e 26 500 metros D+

montblacÉ a semana-auge do trail, congregando mais de 7000 atletas de todo o mundo. As condições de inscrição numa das cinco provas que decorrem nas proximidades do pico mais alto da Europa Ocidental, o Monte Branco, são definidas em Fevereiro, mas o sistema de pontuação nas principais competições do calendário é o que mais ordena. Há já 16 edições que o UTMB se afirma como a grande festa da disciplina entre os Alpes franceses, italianos e suíços.

 

 

Maratona de Sevilha – 25 de Fevereiro

Pela proximidade e pela beleza do percurso, a Maratona de Sevilha é uma das mais badaladas entre os portugueses e, para aumentar a popularidade, a edição deste ano recebeu a “Gold Label” da Federação Internacional de Associações de Atletismo, entrando, assim, no grupo restrito das melhores maratonas do mundo. A prova atravessa alguns dos principais
monumentos da capital andaluza.

Maratona de Londres – 22 de Abril

londresO prazo de inscrições para 2018 já terminou, mas o evento será certamente um marco importante do calendário de estrada. Em Maio, mais de 386 mil pessoas tentaram inscrever-se para passar o Big Ben a correr, mas o sorteio conferiu lugar apenas a 50 mil participantes. A melhor marca feminina continua a pertencer à lendária Paula Radcliffe, que completou os 42,195 km em 2h15m25s, em 2003. Do lado masculino, no ano passado, Eliud Kipchoge superou tudo e todos com 2h03m05s.

 

 

Maratona de Berlim – 16 de Setembro

Não menos desejada no plano europeu é a Maratona de Berlim, considerada uma das mais rápidas do mundo – já lá foram
estabelecidos vários recordes do lado masculino. O período de inscrições para a 45.ª edição já encerrou.