Agrião: 100% de protecção

4500313-jelly-wallpapers
Não trema na altura de escolher a opção mais saudável
3 April, 2017
Quiche
Quiche de agrião
3 April, 2017
land-cress-barbarea-verna-brassica-family

Ana Farias

 

Em Portugal existem diferentes tipos de agrião que se distinguem pelo local onde crescem espontaneamente: o de água, o da horta e o de jardim. Estas espécies pertencem à família das crucíferas, como a couve e os brócolos. O agrião de água (Nastrutium officinale) é o mais utilizado na culinária e assume este nome por se encontrar em locais com água corrente, como fontes ou riachos. As suas folhas têm uma forma pequena e arredondada e um sabor fresco e ligeiramente picante. Encontra-se disponível de Outubro a Abril e o seu crescimento depende substancialmente das condições de humidade. São óptimos em pratos crus ou como parte integrante de pratos quentes.

 

Perfil nutricional

O agrião é essencialmente constituído por água (91,2g/100g) e apresenta um valor energético baixo (29kcal/100g). É fonte de fibra (3g/100g) e é rico em vitaminas, principalmente ácido fólico, vitamina C e vitamina A, e também em minerais como o cálcio ou o ferro. Fitoquímicos como o caroteno, a luteína, a quercetina ou os glicosinolatos entram ainda na composição deste hortícola.

 

Benefícios para a saúde

O agrião fornece 100% do valor de referência de ácido fólico, o qual contribui não só para a formação normal do sangue, mas é também importante durante a gravidez e a amamentação. Tanto o ácido fólico como a vitamina C contribuem para o normal funcionamento do sistema imunitário, principalmente, no caso da vitamina C, durante e após exercício físico intenso. Os glicosinolatos são compostos presentes nas crucíferas e no agrião não é excepção. Além de contribuírem para o seu sabor característico, os glicosinolatos intervêm em processos inflamatórios e conferem protecção contra o dano oxidativo das células. No seu conjunto fazem deste alimento uma óptima escolha!

 

Dar largas à imaginação

Embora hoje em dia o agrião seja cultivado em ambientes controlados, como muitos outros hortícolas, deve ser bem lavado antes da sua confecção. Opte pelos que apresentam um aspecto fresco e verde intenso, de preferência sem folhas amarelas/castanhas.

Tradicionalmente utilizado na culinária portuguesa em sopas ou saladas, a versatilidade deste alimento depende da nossa imaginação. Em smoothies, incorporado numa pasta de grão, num molho pesto, num esparregado ou, ainda, numa simples sandes, confere cor e sabor diferentes. Para além da sopa, há quem também adicione o agrião em pizzas ou em quiches.

 

 

Contra o stresse oxidativo

Já é sabido que o exercício intenso desencadeia a produção de radicais livres, podendo provocar danos nas células do organismo. No entanto, um estudo publicado no British Journal of Nutrition concluiu que o agrião confere protecção contra o stresse oxidativo induzido pelo exercício, pela sua riqueza em vitaminas, minerais e antioxidantes.

 

Sugestão Celeiro

Agrião – Sementes para germinar – 35g – BAVICCHI – 1,95€