Atletas homenageados em dia de apresentação do 59.º Grande Prémio de Natal

IMG_8593
Sara Moreira e Jorge Corrula apresentam livro “Correr sem lesões”, de Ernesto Ferreira
11 November, 2016
iron-brain-trail (2)
Trail Iron Brain World®: uma corrida em ambiente militar
12 November, 2016
GPNatal

Foto: Cortesia do Maratona Clube de Portugal

 

O Maratona Clube de Portugal, que no ano passado assumiu a organização do Grande Prémio de Natal, homenageou ontem, durante a apresentação da edição deste ano, alguns dos atletas que já venceram esta prova. Entre eles, Fernando Mamede (1977), Rafael Marques (1979), Rita Borralho (1979,1980 e 1984), Luzia Dias (1989 e 1997), Susana Cabral (1995), Luís Feiteira (2001 e 2006) e Hermano Ferreira (2012).

Este ano a organização espera cerca de 7500 atletas a alinhar em Benfica a 11 de Dezembro, num percurso de 10 km, que termina na Praça dos Restauradores. Os vencedores da edição de 2015, Sara Moreira (detentora do recorde feminino da prova, com 32m24s) e Hélio Gomes, voltam a correr na defesa do título, que sempre teve uma forte disputa entre o Sporting Clube de Portugal (que juntamente com o jornal “A Bola” promoveram inicialmente esta prova idealizada pelo Professor Fernando Ferreira, para depois ser organizada pela Federação Portuguesa de Atletismo e, em 1976, passar para alçada da Associação de Atletismo de Lisboa até ao ano passado) e o Sport Lisboa e Benfica. Ao lado dos “leões” juntam-se ainda Daniela Cunha, Leonor Carneiro, Rui Pedro Silva e Rui Teixeira. Pelo Benfica alinham Ricardo Ribas, Hermano Ferreira, Eduardo Mbengani, Dulce Félix, Vanessa Fernandes e Mónica Silva.

O Grande Prémio de Natal é uma das provas mais antigas de Portugal. Teve a sua primeira edição em 1946 e apenas em 2000 teve um estrangeiro como vencedor, o queniano Summy Tum. O detentor do recorde da prova é o atleta, também ele queniano, Asbel Kipsang, com o tempo de 29 minutos. O campeão olímpico de maratona em 1984, Carlos Lopes, é o recordista no que diz respeito ao número de vitórias na prova, com seis. Do lado feminino, Marisa Barros destaca-se com quatro vitórias.