Breaking2: a maratona em menos de 2 horas

IMG_0167
Espaço São Silvestre conta a história da mítica prova da Amadora
20 December, 2016
montes-saloios
Trail Montes Saloios: aberta a 2.ª fase de inscrições
23 December, 2016
Breaking2_Group_Lelisa_Zersenay_Eliud_64707

A Nike desvendou esta semana o desafio Breaking2.

O Breaking2 pretende baixar o tempo da maratona para menos de 2 horas. O actual recorde do mundo está em 2h02m57’. Para atingir este objectivo a Nike está a trabalhar com diversos nomes de diferentes meios da ciência e do desporto com uma abordagem holística para atletas, produtos, treinos, nutrição e meio ambiente.

Ao tentar quebrar a barreira de completar uma maratona em menos de duas horas, Breaking2 desafia a percepção do que é possível no desporto, reinicia as expectativas em termos de produtos e permite à Nike aceder a incríveis testemunhos de atletas, e com eles aplicar a tudo o que a marca faz. Atingir o objectivo de correr uma maratona em menos de duas horas significa reduzir 7 segundos em cada 26,2 milhas. Até para os melhores corredores do mundo representa um passo massivo.

A Nike identificou três atletas de elite que estão perfeitamente equipados para este desafio. Eliud Kipchoge do Quénia, Lelisa Desisa da Etiópia e Zersenay Tadese da Eritreia. Eliud Kipchoge, 32 anos, nasceu a 5 de Novembro em Kapsisiywa, Nandi District e já ganhou medalhas tanto a nível Olímpico como Mundial. Eliud começou a correr após o secundário, seguindo anos de treino com o seu mentor, Patrick Sang, que é ainda hoje o seu treinador. Em 2003, Eliud teve a sua estreia numa corrida de longa distância, conseguindo um recorde mundial a nível júnior nos 5000 metros no IAAF World Cross Country Championship. Mais tarde nesse ano, tornou-se Campeão Mundial no World Championships in Athletics. Em 2004 ganhou a medalha de Bronze nos 5000 metros nos Olímpicos de Atenas e quatro anos depois a de prata em Pequim 2008. Em 2012, Eliud definiu o melhor tempo de meia maratona em 59m25′. Este ano venceu a maratona masculina nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, melhorou o seu tempo pessoal na maratona por 5 segundos depois de vencer a Maratona de Berlim com um tempo de 2h04m00′ e melhorou ainda mais o seu tempo, definindo um novo recorde na Maratona de Londres com um tempo de 2h03m05′. Zersenay Tadese, 34 anos, nasceu a 8 de Fevereiro em Adi Bana, Eritrea. Nos Jogos Olímpicos de 2004 em Atenas ganhou a medalha de bronze nos 10 000 metros, fazendo dele o primeiro medalhista Olímpico da Eritrea. Foi também o primeiro atleta da Eritrea a vencer um Campeonato Mundial ao arrecadar o título nos 20 kms no IAAF World Road Running Championships 2016. Entre 2006 e 2009, Zersenay foi o vencedor nos Campeonatos Mundiais de Meia Maratona e voltou a vencer em 2012. Em 2010 definiu um record mundial na Meia Maratona de Lisboa e venceu uma medalha de ouro, de prata e duas de bronze nos IAAF World Cross Country Championships. Zersenay competiu nos Jogos Olímpicos em 2004, 2008, 2012 e 2016. Em 2009, tornou-se o segundo homem a vencer três medalhas a nível mundial em três diferentes territórios no mesmo ano. Actualmente é detentor do record mundial em meia maratona masculina com um tempo de 58m23′. O seu irmão, Kidane Tadese, é também um corredor profissional de longas distâncias. Lelisa Desisa, 26 anos, nasceu a 14 de Janeiro em Shewa, Etiópia. Desde muito cedo que se focou na corrida de Estrada. O seu grande momento foi em 2010 depois de correr a Zayed International Half Marathon em menos de 60 minutosarrecadando o terceiro lugar. O atleta já ganhou corridas importantes como Boilermaker 15 km, Cherry Blossom 10-mile, Bolder Boulder 10 km e Delhi Half Marathon. Lelisa fez a sua estreia em maratona ao correr a Maratona do Dubai em 2013 em 2h04m45′. Lelisa venceu em 2013 a Maratona de Boston e com os bombardeamentos ofereceu a sua medalha à cidade para honrar todas as vítimas. Em 2015, venceu novamente a Maratona de Boston com um tempo de 2h09m17′ e em 2016 ficou em segundo lugar.

A Nike está sempre à procura de barreiras para quebrar e a ideia de uma maratona em menos de duas horas já ocorreu várias vezes. Inspirada por uma longa paixão pela corrida, a Nike começou a trabalhar numa solução específica a nível de calçado para maratona em 2013. Este esforço transitou, no ano seguinte, para um compromisso real para quebrar a “maratona de duas horas”, ditando a formação da equipa Breaking2. Esta equipa inclui peritos mundiais a nível de biomecânica, treino, design, tecnologia, desenvolvimento de materiais, nutrição, psicologia do desporto e fisiologia. O alinhamento dos diversos conhecimentos do grupo pretende analisar a performance a nível molecular. Nisto, a equipa vai analisar todos os detalhes da tentativa Breaking2, desde as condições meteorológicas até aos produtos utilizados, permitindo que Eliud, Lelisa e Zersenay maximizem o seu potencial.