imagem-fnac2-buff
Vencedores do Circuito Lisboa Trail terão inscrições gratuitas no BUFF® Epic Trail
22 December, 2017
Capture-d’écran-2017-12-11-à-12.11.54
Grande Rota dos Baleeiros vai integrar o UTWT em 2018
23 December, 2017
20171107_CS©_0827

Conquistas:

4.º no Tor de Géants

Vencedor do Trail des Hauts Forts

Vencedor do Pirineos FIT

Equipa: Berg Outdoor

 

A história de Carlos Sá, que deu a volta a dois maços de tabaco diários e ao sedentarismo, já correu televisões, jornais, montanhas, selvas e desertos. Mas não acabou na vitória de uma das provas mais violentas do mundo – a Badwater (217 km no deserto da Califórnia), em 2013 – nem na melhor prestação não-africana na Maratona das Areias (250 km no Saara), em 2014. Longe disso.

Se este ano o mais famoso ultramaratonista português fraquejou na prova-rainha do trail, no Monte Branco, tendo sido forçado a desistir após a perda de visão e algumas quedas, duas semanas depois, já o víamos enfrentar os 330 km e 24 000 metros de desnível positivo acumulado do Tor de Géants e a alcançar a meta em quarto lugar.

Ainda assim, engane-se quem pensa que nada mudou. Carlos Sá explica como tem trabalhado para o equilíbrio: “Nos anos anteriores, fiz muitas provas e muito longas. Chegava sempre a Agosto/Setembro demasiado cansado. Em 2017, decidi apostar no descanso e na velocidade. Até ao UTMB [Ultra Trail du Mont-Blanc], a prova mais longa que fiz foi de 50 km”.

Apesar de confessar que, também para ele, “a idade pesa” – o atleta completa 44 anos na véspera do Natal – no bolso, o português de Vilar do Monte (Barcelos) tem dois projectos grandiosos: percorrer 2000 quilómetros em 22 dias consecutivos ligando os parques naturais de Portugal, numa chamada de atenção para a floresta que o país tem perdido nos incêndios; e lançar, em breve, uma biografia, em que um dos últimos capítulos será precisamente essa aventura, prevista para o primeiro trimestre do ano. Em paralelo, continuará com a Carlos Sá Nature Events, o que implica gerir uma equipa de cinco elementos e organizar o Grande Trail da Serra D’Arga, o Gerês Extreme Marathon, a Peneda-Gerês Trail Adventure e a Foz Côa Douro Trail Adventure, cuja primeira edição será realizada em Março.

Para “ajudar” a agenda, Carlos Sá ingressou em Outubro na Escola Superior de Desporto e Lazer de Melgaço, que fica a mais de 100 km de casa. Afinal, é “só” mais uma ultramaratona.