IMG_5002-(2)
Pão de castanha com pimenta rosa
15 October, 2015
carlos-lopes-0360
“Saber correr atrás dos outros também é um segredo”
15 October, 2015
046

Por Rita Silva, Nutricionista Celeiro

A castanha é o fruto proveniente do castanheiro – género castanea. Este fruto foi durante muito tempo a base alimentar de algumas populações rurais do nosso país, até aparecer o cultivo de alimentos como o milho e a batata. Hoje as castanhas fazem parte da confecção de alguns pratos de culinária e são uma presença imprescindível na realização de magustos.

Perfil Nutricional

A castanha destaca-se de frutos como a noz, a avelã, a amêndoa ou o amendoim por ser rica em hidratos de carbono complexos (amido), constituindo, assim, uma excelente fonte de energia. Apesar de apresentar um teor de hidratos de carbono superior ao dos restantes frutos oleaginosos, o seu teor de gordura é inferior.

A castanha contém também um alto teor de fibra, o que faz com que uma pequena porção deste fruto seja suficiente para satisfazer o apetite.

Convém ainda realçar que a castanha crua é rica em vitamina C – vitamina com actividade anti-oxidante, que pode ajudar a minimizar os efeitos dos danos oxidativos durante a actividade física. É fonte de potássio, mineral que desempenha um papel importante no equilíbrio hídrico do corpo.

Desporto e hidratos de carbono

Os hidratos de carbono têm uma função essencialmente energética, representando a forma de combustível preferida pelas células do organismo, nomeadamente pelas células musculares. Os hidratos de carbono simples fazem sentido sobretudo durante a prática de desportos de longa duração, em que o organismo necessita de um tipo de energia de absorção rápida.

Os denominados hidratos de carbono complexos (como o amido) são compostos por cadeias longas de açúcar e digeridos de uma forma mais lenta, fornecendo energia a longo prazo. Estes constituem uma fonte de energia imprescindível num plano alimentar diário equilibrado.