François D’haene ganha MIUT e estabelece novo recorde

Scalabis-night-run
Scalabis Night Race tem lotação esgotada na sua 5.ª edição
21 April, 2017
Jessica_fotoMarcelino
Jéssica Augusto vence maratona de Hamburgo
25 April, 2017
François-D'Haene-Miut

Fotografia: MIUT

Terminou ontem a nona edição do MIUT – Madeira Island Ultra Trail com François D’haene da Salomon Internacional a fazer história, ao definir um novo recorde da prova rainha. O francês percorreu os 115 km e 7100 metros de desnível positivo em 13h05m44s, retirando 47 minutos do tempo alcançado pelo americano Zach Miller em 2016. O espanhol Pau Capell que liderou a prova até ao Curral das Freiras (60km) alcançou o 2.º lugar com um tempo de 13h28m01s, seguido do francês Xavier Thevenard com um tempo de 13h42m16s. O primeiro português a cortar a meta em Machico foi o madeirense Luís Fernandes, 11.º da geral com um tempo de 15h02m21s, seguido de Francisco Freitas, 12.º da geral com um tempo de 15h10m51s e de Guilherme Lourenço, 17.º da geral com um tempo de 15h37m10s.

Nas meninas a vencedora foi a suiça Andrea Huser que cortou a meta após 16h30m47s, seguida da inglesa Beth Pascall (17h11m49s) e da italiana Lisa Borzani com um tempo de 18h19m10s. Sofia Roquete foi a melhor portuguesa em prova, chegando pouco depois da italiana, com um tempo de 18h37m07s. Lucinda Sousa foi a 2.ª melhor portuguesa em prova cortando a meta em 6.º lugar com um tempo de 19h10m44s, seguida de Fernanda Verde que alcançou o 12.º lugar depois de 20h44m57s em prova.

Na ultra com 85 km e 4700 metros de desnível positivo foram os franceses que dominaram o pódio com Antoine Guillon como vencedor com um tempo de 09h37m35s, seguido de Pierre Viguier (09h53m19s) e de Sylvain Montagny (10h14m29s). O melhor português em prova Carlos Ferreira conseguindo o 4.º lugar da geral, seguido de Virgílio Ornelas, 6.º lugar da geral e Bruno Dantas, 7.º lugar da geral. A francesa Audrey Bassac foi a vencedora (12h19m34s), seguida da suiça Helen Blatter (12h45m53s) e da espanhola Sonia Escuriola (12h56m11s). A primeira portuguesa a cortar a meta em Machico foi Carla Cristina, 7.º lugar da geral com um tempo de 14h25m30s, seguido de Tuxa Silva e de Estela Martins.

Na Maratona também foram os estrangeiros a dominar o pódio, assim Florian Reichert da Alemanha conseguiu fazer os 42km e 1200 metros de desnível positivo em 03h24m21s, subindo ao primeiro lugar do pódio, seguido do espanhol Damian Pons (03h40m11s) e do suiço Kevin Vermeulen (03h40m12s). O melhor português foi Flávio Remesso que alcançou o 4.º lugar com um tempo de 03h55m01s. A vencedora da maratona também foi uma estrangeira – a espanhola Aroa Sío com um tempo de 04h34m07s, seguida da polaca Martyna Wisniewska (04h58m06s) e a fechar o pódio a portuguesa Carla Leite que cortou a meta após 05h00m43s de prova.

Por fim a Mini de 16 km e 350 metros de desnível positivo teve um pódio masculino totalmente português, sendo ganha por Nelson Graça que precisou de 01h12m22s para ir de Porto da Cruz ao Machico, seguido de José Luís (01h12m57s) e de Vítor Rodrigues (01h13m39s). No feminino a madeirense Michelle Faria foi a vencedora com a marca de 1h34m17s, enquanto a francesa Aude Lagneau e a portuguesa Marilisa Fernandes fecharam o pódio com o registo de 01h35m36s e 01h37m59s respectivamente.