IMG_5007
Pão de maçã desidratada
15 October, 2015
url
Prevenção de lesões em férias: Corrida na areia
15 October, 2015
lg_Blueberry___Exobasidium_leaf_and_fruit_spot_Bleuet_5476

Por Salomé Borregana (Nutricionista Celeiro)

O mirtilo é um fruto pequeno de cor azulada originário da América do Norte, também conhecido por arando ou uva-do-monte. Esta baga é reconhecida pelo seu alto valor nutritivo e é há muito utilizada com fins medicinais. Nutricionalmente é um fruto com quantidades apreciáveis de fibra e vitamina A, C e K.

É considerado um dos frutos mais ricos em anti-oxidantes – compostos naturais que protegem o corpo contra os radicais livres. Os anti-oxidantes tornam-se especialmente importantes na prevenção de problemas de saúde relacionados com a idade e em casos de aumento das suas necessidades.

Os mirtilos são bagas especialmente ricas em antocianinas, flavonóides responsáveis pela cor intensa azulada e pelo elevado conteúdo anti-oxidante, capaz de neutralizar os radicais livres que prejudicam o nosso sistema imunitário e que conduzem a doenças degenerativas.

A importância dos radicais livres

Os radicais livres representam agentes que têm a capacidade de interagir com células do organismo originando alterações severas e até mesmo perda de viabilidade celular, contribuindo desta forma para o processo de envelhecimento.

O exercício extenuante, por exemplo, parece contribuir com uma maior produção de radicais livres. Alguns compostos anti-oxidantes podem ajudar a aumentar a tolerância ao treino intenso, reduzindo os danos oxidativos.

Benefícios para a visão e para o sistema vascular

Durante décadas, investigadores na Europa têm associado a capacidade dos mirtilos nas doenças oculares. Durante a II Guerra Mundial, investigadores franceses estudaram os efeitos do extracto de mirtilo em pilotos da Royal Air Force, e descobriram que o mirtilo ajudava a melhorar a acuidade visual nocturna, a adaptação à escuridão e a recuperação após a exposição ao brilho intenso.

Pensa-se que a antocianina regenera a rodopsina (pigmento das células fotoreceptoras da retina ocular), sendo que por isso tem sido utilizada para uma inadequada visão noturna e degeneração macular. Estudos têm documentado a relação entre o consumo de mirtilos e a manutenção da normal função da retina e da visão ocular.

Apesar de o mirtilo ser, na maioria das vezes, utilizado para melhorar a visão, o extrato tem sido também estudado na insuficiência venosa, nomeadamente na promoção de uma boa circulação sanguínea dos microvasos e na manutenção da integridade vascular.

Outros alimentos anti-oxidantes

Uvas e suas sementes Fonte conhecida de anti-oxidantes que constituem uma defesa contra radicais livres e promovem a manutenção dos vasos sanguíneos e sua integridade.

Chá verde Substância natural com uma história de consumo muito antiga, poderoso anti-oxidante benéfico para a saúde.

Bagas Goji Fonte de carotenoides, vitamina C e proteoglicanos (compostos que demonstram uma actividade química interessante no contexto de doenças relacionadas com a idade).