Mundial de Atletismo: Cinco finais com Pierre Ambroise Boss a surpreender nos 800 metros

IMG_5773
Por montes e vales do Sor
9 August, 2017
img_770x433$2017_08_08_23_45_56_1299470
200 metros: David Lima não está na final, mas foi por pouco
9 August, 2017
GettyImages-827794336

Fotos: IAAF

O 5.º dia do Campeonato do Mundo de Atletismo, foi também dia de cinco finais: lançamento do dardo feminino, salto com vara masculino, 3000 metros obstáculos masculinos, 800 metros masculinos e 400 metros masculinos. A surpresa do dia chegou da França. com Pierre Ambroise Bosse a vencer a final dos 800 metros e a mostrar que não há favoritos.

 

img_770x433$2017_08_08_21_12_39_1299427Lorène Bazolo foi a única atleta a representar Portugal, mas não se conseguiu apurar para as meias-finais dos 200 metros. A segunda série, na qual correu a portuguesa, foi ganha pela americana Kimberlyn Duncan em 22s74’, seguida da suíça Mujinga Kambundji e da brasileira Vitória Rosa. Loréne foi 6.ª classificada, com 23s85’, um resultado longe do seu melhor desta época (23s08’).

No final de todas as sete séries, Lorène Bazolo foi a 39.ª entre 46 classificadas. A mais rápida foi a holandesa Dafne Schippers com 22s63’. A norte-americana, Tori Bowie, vencedora da final dos 100 metros, não compareceu.

 

Pierre Ambroise Bosse surpreende

As emoções estiveram ao rubro na final dos 800 metros. O francês Pierre Ambroise Bosse, que tinha apenas o quarto melhor tempo da época entre os finalistas, conseguiu o ouro numa ponta final de corrida emocionante, com o tempo de 1m44s67’.

O campeão superou o polaco Adam Kszczot, que ficou com a medalha de prata (1m44s95’) e o queniano Kipyegon Bett que foi bronze (1m45s21’).

 

Van Niekerk vence sem surpresas

van-niekerk-400-goldNa final dos 400 metros o vencedor foi o sul-africano Van Niekerk, confirmando o seu favoritismo, em 43s98’. Steven Gardiner, das Bahamas, ficou em segundo lugar (44s41’) e Abdalelah Harouin, do Qatar, completou o pódio (44s48’).

 

 

 

 

 

Kipruto ganha por 37 centésimos

O Quénia dominou a final dos 3000 metros obstáculos, com Conseslus Kipruto a impor-se nos metros finais ao marroquino Soufiane Elbakkali por escassos 37 centésimos. Kipruto venceu com a marca de 8m14s12’. Já o francês Mekhissi quase que conseguia o bronze que acabou por ser do americano Evan Jager.

Nota ainda para o queniano Ezequiel Kemboi, tetra campeão mundial e bi-campeão olímpico, de 35 anos, que conseguiu apenas o 11.º lugar.

 

 

 

 

Sam Kendricks consegue ouro ao saltar 5,95 metros

No salto à vara, e numa prova que demorou quase 2h30, Sam Kendricks conseguiu o ouro ao saltar 5,95 metros à terceira tentativa. O norte-americano suplantou o polaco Piotr Lisek e o francês Renaud Lavillenie, ambos com 5,89 metros.

 

Lançamento do dardo: Barbora Spotakova campeã mundial

No lançamento do dardo feminino, e como esperado, a checa Barbora Spotakova sagrou-se campeã mundial, com um lançamento de 6,76 metros ao segundo ensaio. A surpresa foi o facto de a China ter conseguido ocupar os outros dois lugares no pódio. Em segundo lugar na competição ficou Lingwei Li, com 66,25 metros, e Huihui Lyu, em terceiro, com 65,26 metros.