Noz-pecã: Para um coração forte e saudável

CS©-_13527
“No dirigismo desportivo, a presença das mulheres continua a ser uma miragem”
1 February, 2016
CS©-_12906
“As diferentes modalidades tornaram-me uma pessoa mais completa”
1 February, 2016
roasted-salted-pecan-pieces

A noz-pecã é o fruto da nogueira-pecã (carya illinoensis) originária do Sul da América do Norte. Este fruto apresenta uma forma oval, está envolvido por uma casca rija (sendo o interior a parte comestível) e a sua cor varia entre vários tons de castanho.

A colheita é feita com recurso a máquinas entre os meses de Outubro e Novembro. O fruto é, geralmente, comercializado já descascado, sendo normalmente submetido a uma ligeira secagem antes de embalado. A inclusão de frutos de casca rija, como a noz-pecã, na dieta tem sido amplamente preconizada pelos seus benefícios na prevenção e redução do risco de doenças cardiovasculares e faz parte dos princípios da Dieta Mediterrânica.

Perfil nutricional

A sua composição nutricional destaca-se, como na maioria dos frutos de casca rija, pelo seu teor em gordura (cerca de 72g/100g). Em termos qualitativos, a maioria da gordura provém de ácidos gordos monoinsaturados (cerca de 40g/100g) e polinsaturados (cerca de 22g/100g). Cerca de 5% corresponde a proteína e contém um alto teor de fibra (cerca de 10g/100g). Constitui um fruto de elevado valor calórico (cerca de 691kcal/100g), devendo ser incluído de forma moderada, como parte de uma alimentação completa, variada e equilibrada. Quanto ao conteúdo em micronutrientes, apresenta alto teor em tiamina, fósforo e zinco e é ainda fonte de ferro e magnésio. As nozes-pecã são conhecidas pela sua elevada concentração em compostos fenólicos, como os flavonóides, as catequinas, as proantocianidinas e os tocoferóis.

Menos cansaço e fadiga, mais energia e efeito saciante

A sua composição nutricional torna este fruto seco muito especial. As gorduras mono e polinsaturadas poderão ajudar na redução do colesterol total, contribuindo assim para diminuição do risco de doenças cardiovasculares. O elevado conteúdo em fibra poderá também ser útil não só na melhoria do perfil lipídico como também num efeito saciante, que se poderá repercutir no controlo de peso.

Relativamente aos micronutrientes, a tiamina, o fósforo e o ferro parecem contribuir para o normal metabolismo produtor de energia e o magnésio para a redução do cansaço e da fadiga. Quanto aos compostos fenólicos presentes, estes são já conhecidos pelas suas propriedades antioxidantes, protegendo contra o stresse oxidativo.

Consumir como snack ou complemento

As nozes-pecã poderão ser consumidas como um snack (na quantidade de quatro unidades) ou ser adicionadas, por exemplo, ao iogurte ou aos cereais. A sua utilização como ingrediente em sobremesas e/ou bolos, para enriquecer as saladas ou ainda trituradas num batido, também são opções para o consumo deste fruto. Para beneficiar das suas propriedades aconselha-se a que a escolha recaia sobre um produto sem sal adicionado. Por outro lado, por ser um fruto de casca rija, não está recomendado para quem tenha alergia a outros frutos do mesmo tipo.

Noz-pecã no Celeiro

Muesli frutos secos | 600 g | JORDANS | 7,59 €

Barra de noz-pecã crocante | 25 g | SCHOCKS | 1,29 €

Barra luxury Absolut nut | 3×45 g | JORDANS  | 4,25 €

Impacto da noz-pecã na Saúde

Uma investigação clínica demonstrou que, após a ingestão de nozes-pecã, as catequinas presentes neste fruto eram absorvidas pelo organismo humano e que, se por um lado, as concentrações de γ-tocoferol e da actividade ORAC (capacidade de absorção de radicais de oxigénio) aumentaram, por outro, a fracção LDL do colesterol diminui.1

Um estudo de revisão, que comparou o efeito da ingestão de alguns frutos de casca rija nos critérios de diagnóstico da síndrome metabólica, sugere que as nozes-pecã contribuíram para a redução dos triglicerídeos mais do que os outros frutos de casca rija, como as amêndoas , por exemplo.2

Referências:

  1. http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/21106921
  2. http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/25074070