Organização da Maratona de Lisboa quer ver recorde batido  

IMG_7552 (1)
A “adrenalina incrível” que empurrou Luís Fernandes em Mont-Blanc
5 September, 2017
IMG_5773-1024x575
Trail do Sor é já no próximo Domingo
7 September, 2017
20170905_130644

Texto e fotos: Teresa Mendes

A organização da quinta edição da Rock’n’Roll EDP Maratona de Lisboa quer ver superado o recorde da prova, 2h08m21s, estabelecido em 2014 pelo queniano Samuel Ndungu.

“Esperemos que seja este ano [que se bata o recorde]. Pretendemos melhorar o tempo e estamos a tentar fazer uma prova mais rápida”, disse o presidente do Maratona Clube de Portugal, Carlos Móia, esta terça-feira, em Lisboa, na conferência de Imprensa de divulgação do evento.

O responsável quer ainda aumentar o número de participantes, que são já mais de 5000. “Estou contente? Não, não estou contente. Não é mau, mas longe de chegar aos 10 000 mil, número que seria razoável”, afirmou.

Dos 5000 atletas inscritos, mais de 3500 são estrangeiros, o que revela o impacto que a prova tem conseguido nos últimos anos no panorama internacional.

“A maratona recebeu elogios considerados pela revista Forbes como umas das 12 melhores do mundo e pelo American Express como umas das 19 melhores do mundo. Isto não se deve a mim, não se deve só à maratona, deve-se a todos”, salientou ainda Carlos Móia.

O dirigente não esqueceu os patrocinadores que “têm sido uma ajuda inexcedível”, tendo em conta as dificuldades económicas do país.

A prova está marcada para o dia 15 de Outubro, este ano com um novo horário, às 8h00, ligando os municípios de Cascais, Oeiras e Lisboa.

Os atletas vão partir de Cascais, atravessar o Conselho de Oeiras e depois terminar numa nova meta, instalada na Praça do Comércio.

 

Consulte aqui os currículos mais relevantes dos atletas que vão participar curriculos_final_2017_maratona.