“Os medicamentos homeopáticos não apresentam efeitos secundários ou substâncias consideradas doping” Michèle Boiron

4Refugios
As mais bonitas provas de trail em Fevereiro segundo a ITRA
20 January, 2017
pista-atletismo
FPA divulga apurados para o Campeonato Nacional de Clubes em Pista Coberta
23 January, 2017
3

A RUNning esteve à conversa com a farmacêutica e uma das herdeiras dos percursores da homeopatia, Michèle Boiron, de passagem por Portugal para o lançamento do seu livro “Homeopatia, guia dos profissionais em Pediatria”. Aproveitámos para saber mais sobre o papel da homeopatia no desporto e descobrimos que a arnica e o magnésio podem ser grandes aliados dos corredores.

Por Vanessa Pais

Que questões ainda há por desmistificar no que diz respeito à homeopatia?

Antes de mais, é preciso esclarecer que a homeopatia desenvolve medicamentos e não suplementos, os quais não têm qualquer efeito secundário, mas que têm a sua eficácia claramente comprovada em estudos como o EPI 31.

Que papel pode ter a homeopatia nos atletas?

Os medicamentos homeopáticos assumem um papel de extrema importância nos atletas, pois além de serem uma opção para o tratamento de patologias agudas ou de esforço, não apresentam efeitos secundários ou substâncias consideradas doping. São igualmente uma boa opção na preparação desportiva dos atletas, prevenção de lesões e até mesmo no controlo de estados de stresse e ansiedade.

Quais as principais patologias/lesões que podem ser tratadas no âmbito da homeopatia?

Praticamente todas, sejam de origem traumática ou por esforço. De sublinhar a clara alternativa aos anti-inflamatórios que se consegue através da utilização da arnica. As suas propriedades anti-inflamatórias são muito importantes, apresentando também grandes resultados no que diz respeito a equimoses. O efeito sobre a dor é imediato.

E ao nível da prevenção de lesões?

Temos vários casos de desportistas acompanhados por homeopatas na preparação da sua época competitiva. Por exemplo, os maratonistas começam seis meses antes da prova esse acompanhamento. A par do plano individualizado, posso destacar o papel do magnésio que tem uma acção importante na prevenção de cãibras e de dores musculares, evitando a fadiga, sem os efeitos secundários dos medicamentos convencionais, disponível em comprimidos de toma fácil.

Referiu também o papel da homeopatia no controlo da ansiedade. O que nos pode dizer sobre este assunto?

A homeopatia disponibiliza medicamentos, mais uma vez sem efeitos secundários ou de adição, que têm uma acção positiva no controlo da ansiedade e do stresse potenciando o sono reparador. Isso é muito importante nos atletas, pois muitos têm tendência para estar mais ansiosos antes da competição, relatando, muitas vezes, distúrbios do sono.

O que nos pode dizer sobre o início de acção dos medicamentos homeopáticos face aos medicamentos convencionais?

Os medicamentos homeopáticos, como referi, têm um início de acção muito rápido no que diz respeito à dor, sendo menos rápido no que diz respeito a questões musculares, tal como os medicamentos convencionais. No entanto, a posologia é adaptada a cada situação para que os efeitos se façam sentir o mais rápido possível.

 

1 http://bmjopen.bmj.com/content/1/2/e000215.full