Rescaldo dos Mundiais de Atletismo: Duas medalhas para Portugal e muitas emoções

site5
“Oriente-se” no Porto City Race
11 August, 2017
13962541_1262683527095318_586441187374443258_n
Bruno Silva e Jocelina Ferreira vencem Trail Noturno da Lagoa de Óbidos
14 August, 2017
1153684

Fotos: FPA

Foi no último dia do Campeonato do Mundo de Atletismo, em Londres, que foi feita história no atletismo nacional, num momento emocionante protagonizado por Inês Henriques nos 50 km marcha.

A portuguesa sagrou-se campeã mundial, alcançou um novo recorde do Mundo da disciplina, que já era seu, e foi a primeira atleta a nível mundial a vencer os 50 km, pois foi a primeira vez que a distância feminina foi introduzida pela IAAF nos Campeonatos do mundo.

36cef641-bc0c-4024-8acb-356b8db8cfecNuma das principais avenidas de Londres, a The Mall, Inês Henriques percorreu, juntamente com os homens, a distância no tempo recorde de 4h05m56s, com mais de três minutos de avanço da segunda classificada, a chinesa Yin Hang.

Recorde-se que o anterior recorde da atleta portuguesa foi estabelecido no início do ano em Porto de Mós (4h08m26s).

Na prova masculina estiveram presentes dois portugueses. João Vieira foi 11.º classificado com 3h45m28s e Pedro Isidro, 32.º classificado, com o tempo de 4h02m30s.  De salientar que o atleta João Vieira alcançou na prova a sua melhor marca da época. O francês Yohann Diniz foi o vencedor em 3h33m12s.

Se ainda não viu, fica o momento da chegada de Inês Henriques à meta https://www.facebook.com/fpatletismo/videos/1606478552720218/.

 

Ana Cabecinha alcança melhor marca do ano

AnaCabecinhaPequimTambém na marcha, mas na distância dos 20 km, Ana Cabecinha foi sexta classificada com 1h28m57s, tendo alcançado a sua melhor marca do ano.

A prova foi ganha pela Chinesa Jiayu Yang, com o tempo de 1h26m18s.

A declaração comovida da atleta publicada na sua página oficial do Facebook pode ser  lida aqui https://www.facebook.com/Ana-Cabecinha-P%C3%A1gina-Oficial-194643057235705/?hc_ref=ARTYgi3AcnX24UViARfb87_SLihCESlZaSutV3H3XXjkug46734upRQRvdddV4lB1vs.

 

 

Nelson Évora, sempre “contra as estatísticas”

nelson_belgrado_0“Consigo sempre ir contra as estatísticas.” As palavras são do próprio logo após ter ganho a medalha de bronze no triplo salto, no dia 10. Aos 33 anos, Nelson Évora é o segundo atleta com mais medalhas na disciplina em Campeonatos do Mundo, quatro, logo a seguir a Jonathan Edwards, o recordista do mundo.

Depois do Ouro de Osaka em 2007, da prata de Berlim em 2009 e do Bronze de Pequim em 2015, Évora continua, 10 anos depois da primeira medalha, a subir ao pódio dos Mundiais de Atletismo.

O salto para o bronze foi de 17,19 metros, conseguidos no segundo ensaio.

À sua frente ficaram apenas os americanos Christian Taylor (ouro, com 17,68 metros) e Will Claye (prata, com 17,63 metros).

As declarações do atleta estão disponíveis em https://www.facebook.com/fpatletismo/videos/1603848436316563/.

A cerimónia de entrega da medalha pode ser vista aqui https://www.facebook.com/fpatletismo/videos/1604651549569585/.

 

David Lima foi 13.º classificado na semifinal dos 200 metros

img_770x433$2017_08_08_23_45_56_1299470Ao 6.º dia do Campeonato do Mundo de Atletismo termina a participação português David Lima, que quase alcançou um lugar nas finais dos 200 metros. O velocista, que fez uma grande corrida, principalmente na recta final, ficou em 4.º lugar na 1.ª série da semi-final, com o tempo de 20s56’.

Isiah Young, dos Estados Unidos, foi o atleta mais rápido das três séries de qualificação e também o vencedor da série onde participou o português, com o tempo de 20s12’.

A prova pode ser vista em https://www.facebook.com/fpatletismo/videos/1602655083102565/.

 

Bazolo termina na 39.ª posição da geral

img_770x433$2017_08_08_21_12_39_1299427A atleta Lorene Bazolo, que participou a, 8 de Agosto, nas eliminatórias dos 200 metros do Campeonato do Mundo foi sexta classificada na segunda série das sete que completam a ronda das eliminatórias. Completou a distância dos 200 metros com o tempo de 23s85’ segundos, terminando na 39.ª posição da geral.

A eliminatória pode ser vista aqui (https://www.facebook.com/fpatletismo/videos/1601490393219034/).

 

 

Patrícia Mamona em 9.º e Susana Costa em 11.º lugar no triplo salto

susana e patriciaPatrícia Mamona conseguiu o 9.º lugar e Susana Costa a 11.ª posição na final do triplo salto, prova disputada no dia 7 de Agosto, no Estádio Olímpico de Londres.

Patrícia terminou a final com 14,12 metros, a 1 centímetro da oitava posição que lhe dava direito a mais três ensaios, enquanto Susana, que na qualificação bateu o seu recorde pessoal, conseguiu na final 13,99 metros.

A entrevista às atletas feita pela Federação Portuguesa de Atletismo está acessível aqui https://www.facebook.com/fpatletismo/videos/1600174456683961/.

 

Filomena Costa conquista 28.º lugar na maratona

FilomenaCostaNo dia da prova rainha, dia 6, Catarina Ribeiro soube o que foi estar na liderança da maratona de um campeonato do mundo. A atleta, na sua estreia na distância ao serviço da selecção, passou em primeiro lugar aos 10 km, com um tempo de 35m35s, seis segundos à frente da segunda classificada, na altura, Amy Dixon, mas acabou por desistir entre os 15 e os 20 km.

Já Filomena Costa conseguiu cortar a meta em 28.º lugar, com o tempo de 2h36m42s, naquela que também foi a sua primeira representação da selecção nacional na distância. A atleta ainda conseguiu manter uma posição no pelotão até à meia maratona, mas acabou por ficar para trás e concluir a prova com grande sofrimento. Segundo a atleta, a sua grande vitória foi “chegar à final, porque a partir dos 35 quilómetros tudo foi muito complicado”. Aos jornalistas, Filomena Costa salientou as “muitas mudanças de ritmo que foram complicadas de gerir”.

A maratona não correu bem também ao representante português, Ricardo Ribas, que abandonou a competição ao quilómetro 18, tendo a mesma sido vencida pelo queniano Geoffrey Kirui em 2h08m27s. O etíope Tamirat Tola ficou na segunda posição, com 2h09m49s, e Alfonse Simbu, da Tanzânia, fechou o pódio, com 2h09m51s.

 

Salomé Rocha 28.º nos 10 000 metros

transferir (1)Na prova dos 10 000, no dia 5, a única participante portuguesa, Carla Salomé Rocha, não foi além do 28.º lugar na competição, com 32m52s71′, um tempo bem acima do seu recorde pessoal, que é de 32m05s82′, conquistado precisamente em Londres, na competição Parliament Hill, a 21 de Maio de 2016.

Nota ainda para o lançamento do peso, prova em que os atletas Tsanko Arnaudov e Francisco Belo ficaram pela fase de grupos. Arnaudov foi 9.º classificado no grupo A, com 20.08 metros, terminando a competição em 17.º lugar; e Belo 13.º no grupo B, com 19.47 metros, ficando em 29.º lugar na classificação geral.