Salomé Rocha prefere correr os 10 mil metros nos mundiais

image (1)
Trail Porto da Cruz Natura: Entre o verde da vegetação intensa e o azul do mar
13 July, 2017
14355079_645574832284393_5358091824520611964_n (1)
5.ª Edição da Corrida Jumbo: Duas voltas ao Autódromo do Estoril
14 July, 2017
SaloméRocha_960x400-960x400

Foto: DR

Carla Salomé Rocha brilhou no meeting de atletismo Gold Gala Fernanda Ribeiro, nesta quarta-feira, na Maia, ao conseguir os mínimos para os Mundiais de Londres nos 10 mil metros.  A atleta terminou isolada em 32m07s62’, claramente abaixo dos 32m15s00’ necessários para a qualificação para Londres, marca que apenas Sara Moreira já tinha superado.

Salomé Rocha, que este ano corre como individual, teve a ajuda das “lebres” Daniela Cunha (Sporting) e Catarina Ribeiro (individual), para conseguir uma vitória folgada, à frente da romena Ancuta Bobocel (32m18s93’) e da brasileira Roberta Carvalho (34m44s70’).

Sobre qual a prova em que prefere participar, uma vez que já tinha sido seleccionada para a maratona, a atleta minhota já avançou que prefere os 10 mil metros. “Espero que não me coloquem obstáculos à participação”, disse no final do evento.

Se a participação for, como tudo indica, nos 10 mil metros fica aberta uma vaga na maratona de Londres para as portuguesas, sendo que há mais uma atleta com mínimos, a também minhota Doroteia Peixoto, que deverá ser repescada.

Jéssica Augusto, que também procurava mínimos na dupla légua, foi a grande ausente da prova da Maia, devido à lesão que já a tinha deixado de fora da Taça da Europa na distância, depois de já não ter sido convocada para a maratona, dando por encerrada a época.