Susana Feitor: “É fundamental procurar boas sensações”

dreamstime_5497044
Sementes de Cânhamo: Elevado Teor Proteico
16 October, 2015
carla-andre-1421
“É impossível não sofrer numa ultra maratona”
18 October, 2015
fotografia

A atleta, que participou este domingo na Rock ‘n’ Roll Meia Maratona Vodafone RTP, em Lisboa, marcou presença na Feira de Desporto realizada no sábado, antecedendo a competição.

Convidada pela Adidas, marca que a patrocina, a participar numa sessão dirigida aos bloggers e jornalistas do mundo running, e também ao público que circulava pela Feira do Desporto, organizada no dia 17 de outubro, em Lisboa, no âmbito da Rock´n´Roll Maratona e Meia Maratona, a marchadora Susana Feitor partilhou alguns dos cuidados que costuma ter antes, durante e depois de uma competição.

A atleta, que participou hoje na prova dos 21km, a marchar, considerou que, na hora H, é fundamental “procurar concentração e boas sensações“. “Às vezes o corpo pede-nos para desistir, mas tem que se evitar pensamentos negativos, não vale a pena stressar. É mais importante divertirmo-nos!”

Reconhecendo que fatores como o treino respiratório, a alimentação e o próprio equipamento são importantes para um bem desempenho, Susana Feitor declarou-se “fã” dos ténis de corrida BOOST da Adidas. “É um conjunto de ideias colocadas numa sola! A publicidade não engana: com estas sapatilhas, temos energia em cada passo.”

A atleta sublinhou o “conforto” e o “amortecimento” proporcionado pela marca. “As sapatilhas fazem a diferença, são fundamentais para proteger o corpo.”

Considerando, não obstante as sapatilhas em causa serem “como uma meia”, que “é sempre ideal usar o material durante alguns quilómetros, antes de uma competição”, a marchadora também falou sobre a importância das meias de compressão. “Se potenciam o desempenho? Talvez não. Ao nível da marcha, não gosto muito, nem na competição. Mas ajudam na recuperação, seguramente. Sinto diferença, quando fazemos distâncias maiores.”

A atleta mostrou-se confiante em relação à prova deste domingo, afirmando que “toda a gente pode correr”. “Deve-se começar de modo progressivo, a caminhar, intercalando depois com corrida. Em três ou 4 semanas está-se a correr e a pensar correr mais quilómetros. Se possível, com amigos!”

Susana Feitor partilhou ainda o que costuma tomar ao pequeno-almoço nos dias de competição, refeição que considera importante: “Costumo comer cereais com aveia, duas horas antes, e também café (sou uma coffeewoman!) ou chá.”

Em relação aos cuidados pré e pós-competição, a atleta comentou:

Pré-competição

“Os dias de treino devem ser tranquilos, visando encontrar calma e paz interior. Faço um treino mais intenso uma semana, 10 dias antes. Depois, vou descendo de intensidade. A alimentação e hidratação são muito importantes. ”

Pós-competição

“Temos que continuar a hidratar bem o corpo. Na alimentação, privilegio as proteínas e os hidratos de carbono. E gosto de um banho fri, imersão se possível em gelo, alternando com banho de água tépida.”

Quanto aos alongamentos, prefere “mais no dia seguinte” à prova, assim como a massagem.  “No próprio dia, só corro uns 10 minutos para descomprimir… A recuperação deste tipo de provas faz-se durante uma semana, uma semana e meia.”