TDS: Em Courmayeur, os atletas partiram com o sol 

azzorre3-1423500758-PNjj-medium
São Miguel além dos trilhos
30 August, 2017
IMG_7267
A grande vitória foi de Kotka
31 August, 2017
AndreAlves

Texto: Rute Barbedo

Fotos: André Alves e Rute Barbedo

 

No banco de trás do autocarro em direcção a Courmayeur, em Itália, de onde parte a prova TDS – Sur la trace des ducs de Savoie, um espanhol enverga uma camisola com a frase “Una meta, un sueño”. Pelo dizer, poderia ser a camisola oficial da prova de 119 km, já que é esse o principal objectivo dos 1600 atletas que partiram esta madrugada, minutos antes do erguer do sol, com Chamonix no horizonte.

A ultramaratona cruza os três países alpinos, uma situação particular que leva um dos runners a comentar com o camarada: “A Suíça é um país muito especial. Quando lá chegarmos, se eles quiserem, podem pedir-te os documentos e rever tudo.” Em Itália, não há esse problema. O Mont-Blanc passa a Monte Bianco e os carabinieri estão atentos a qualquer movimento estranho que possa surgir na rota dos runners. De resto, quem manda é a corrida.

 

Aumentar quilómetros, coleccionar pulseiras

Ainda no autocarro da organização, a RUNning acompanhou a atleta madeirense Sónia Mendonça, que se classificou este ano na sétima posição do Ultra-Trail World Tour. A hora ainda era de sono (pouco passava das quatro da madrugada) no caminho para Courmayeur. É a terceira vez que vem ao Monte Branco correr. “Da primeira fiz o OCC, depois o CCC e agora é o TDS. Faço colecção de pulseiras!”, comenta com a RUNning, esticando o braço.

Do lado das mulheres, o favoritismo e flashes pesam para Lucinda Bartholomew, da Austrália, Mimmi Kotka, da Suécia, mas também para o leque francês, composto por Maud Gobert, Mélanie Rousset, Nathalie Henriques e Sandra Vancayzeele. No plano masculino, a luta não será menos renhida. Os olhos estão postos sobre David Jeker, do Canadá, e Daniel Jung, de Itália. Mas há também esperança para os 30 portugueses registados na prova. O boletim meteorológico promete chuva para o meio da tarde, pelo que ainda apanhará os atletas em plena montanha. A chegada a Chamonix está prevista para pouco depois das 20 horas.

Fique com a nossa selecção de imagens desta madrugada!