Trangrancanaria: Hélio Fumo consegue o pódio na sua primeira prova internacional de trail

wineTrailErvideira_Crop-1
Wine Trail Ervideira, o trail com prova de vinhos
24 February, 2017
Columbus Trail- Nuno Bettencourt
Armando Teixeira estabelece novo recorde em Santa Maria
27 February, 2017
TGC17

Foto: Organização Transgrancanaria

Hélio Fumo, estrou-se em competição numa prova de trail em solo internacional com um segundo lugar no pódio. O atleta do EDV Viana Trail precisou de 7h59m16s para completar o percurso Advanced, de 85 km, da Transgrancanaria, prova considerada uma das mais exigentes do calendário do World Tour, que decorreu de 22 a 26 de Fevereiro, e contou com portugueses em todas as distâncias.

Começando pela prova 360º, de 265 km, os portugueses não foram apresentados com favoritos, mas alinharam na partida Artur Pereira, Célia Azenha, Gonçalo Manteigas, Jorge Serrazina, José Mota e Pedro Alves. Apenas Célia Azenha não chegou ao final, tendo o melhor tempo, de 73h16m35s, sido carimbado por José Mota. O vencedor foi o italiano Peter Kienzl, que terminou a prova em 56h58m38s. Já a melhor atleta foi a francesa Anne Marie Gorss, que terminou a distância em 65h30m54s.

Nos 125 km, os portugueses Leonardo Digo, Luís Fernandes e Tiago Aires foram apresentados pela organização entre a lista de favoritos. Tiago Aires foi forçado a desistir, enquanto Luís Fernandes terminou em 13.º lugar da geral e Leonardo Diogo em 46.º. A prova foi ganha pelos espanhois Paul Capell, que impôs um novo melhor tempo à prova ao terminar em 13h21m03s; e, do lado feminino, Azara de los Salomones, que terminou a prova em 16h25m20s.

Além de Hélio Fumo, os 85 km contaram com Miguel Reis Silva, da equipa Salomon/Suunto, como um dos favoritos, numa estreia na distância, que não conseguiu terminar a prova. Em primeiro lugar ficaram o francês Sébastien Chaigneau, que chegou à meta em 7h53m29s, e a espanhola Teresa Pérez, com 9h41m55s.

A prova contou ainda com uma maratona e distâncias de 30 e 17 km vencidas respectivamente por Albert Pujol, Gael Reynaut e Aday López.