Trilho dos Abutres: A loucura de repetir a presença

Cartaz_Challenge3000_Jamor
Challenge 3000 OZ energia regressa a 23 de Fevereiro
26 January, 2017
Cartaz Final
Night Run Seaside
30 January, 2017
Abutres

No próximo Sábado, dia 28 de Janeiro do ano da graça de 2017, lá estarei novamente. Ao longo dos anos ouvi expressões como: “Mais vais outra vez?”; “Gostas de sofrer!”; “Nunca mais cá volto” Esta última utilizo sempre que finalizo a prova.

Não vos maço com a minha (não) preparação, nem tão pouco com a (muita) vontade que tenho de me baldar. Venho aqui relembrar a mais dura das edições, aquela que redefiniu o conceito de “trilhos à séria” e a que mais gente deve ter levado ao hospital!

31 de Janeiro de 2015

V Edição

A chuva que tinha caído nos dias anteriores colocou em perigo a realização do trail mais desejado pelos que procuram emoções fortes. As marcações foram verificadas e novos caminhos escolhidos, devido às perigosidades dos anteriores, cerca das 6 horas da manhã, o que levou a adiar a partida para as 10 horas.

 Muitos dos inscritos na prova mais longa optaram por correr menos km e juntaram-se aos inscritos no trail, onde este atleta, qual Rambo, se preparava para uma bela odisseia. As nuvens carregadas faziam suspeitar que as condições ainda iriam piorar e o Murphy lá veio montado na sua lei, benzer-nos com uma chuva de granizo de dimensões consideráveis.

As pessoas à partida perguntavam-nos se íamos mesmo correr. O percurso teve de tudo, desde paredes de lama, só ultrapassadas com a ajuda dos outros participantes, a mergulhos imprevistos, como a fotografia documenta.

Abutres

(Foto: DR)

Só queria chegar ao fim sem me magoar, só pedia isso. Vi várias pessoas em hipotermia, agasalhadas na sua obrigatória manta de sobrevivência. Passei por vários que tentavam chegar ao fim, apesar das mazelas que se foram acumulando ao longo do trilho. E quando pensava que o pior tinha passado, os últimos 4 km revelaram-se um imenso pantanal, onde ninguém me tira da cabeça, que até crocodilos devia ter.

Cambada de malucos que pagam para isto.

Era interná-los!