Wings For Life World Run: A União Planetária por uma Grande Causa

correr-pupilos-exercito
Correr em São Domingos com os Pupilos do Exército
28 April, 2017
doroteia
Doroteia Peixoto vence maratona de Dusseldorf
30 April, 2017
JF_WFLWR_Hélder Santos

A corrida solidária Wings for Life World Run regressa no dia 7 de Maio. Em todos o mundo milhares de pessoas vão correr para apoiar a investigação da cura das lesões da espinal medula. Portugal estará representado nas edições de Melbourne, Viena, Chile, entre outras, e ainda por via da APP oficial do evento, que permite a expansão do conceito a qualquer lugar.

A Wings for Life World Run nasceu em 2014 com o objectivo de contribuir para que seja encontrada a cura das lesões na espinal medula, através da Fundação Wings for Life, organização sem fins lucrativos sediada na Áustria. Este esforço já teve resultados muito visíveis, mobilizando nos últimos três anos um total de 280 mil participantes de 193 países, que correram por aqueles que não podem, em 38 localizações dos seis continentes. Até agora já foram angariados um total de 13.8 milhões de euros todos direccionados para apoiar a investigação científica, que está a desenvolver esforços para tornar possível a cura das lesões na espinal medula.

Este ano a corrida está agendada para o próximo dia 7 de maio às 12 horas de Portugal Continental, com o conceito a ganhar uma nova dimensão através da aplicação Wings for Life World Run App Run.

Deste modo a participação na corrida não está limitada às localizações “físicas” existentes. Para isso basta fazer o download gratuito da aplicação em www.wingsforlifeworldrun.com e depois os interessados podem juntar-se por via digital ao pelotão global. Em Portugal há a registar a organização espontânea de encontros para correr com a Wings for Life World Run App Run, em Lisboa (Jamor – Estádio Nacional), em Lousada (Parque da Torre de Vilar) ou individualmente em qualquer ponto do país.

O conceito marca a diferença pela sua originalidade, com milhares de pessoas a “fugirem” de um Carro Meta ao mesmo tempo em diferentes latitudes. É este carro que dita o ritmo, iniciando a sua perseguição 30 minutos depois da saída do pelotão e aumentado progressivamente a velocidade até atingir uns “impossíveis” 35 km/hora!

No ano passado, Portugal brilhou na classificação da Wings for Life World Run – com vencedores em quatro corridas: António Sousa e Vera Nunes no Porto, Hélder Santos no Dubai  e Doroteia Peixoto nas Cataratas de Niágara. O prémio para estes Campeões Nacionais foi poderem correr este ano numa localização à escolha.

António Sousa, que começou por vencer a primeira edição portuguesa da Wings for Life World Run em 2014 na Comporta, voltou a dominar no ano passado no Porto, classificando-se no Top 10 mundial, vai estar no dia 7 de maio em Santiago do Chile. “Escolhi o Chile porque tem sido sempre uma das corridas mais competitivas. Além disso tem uma temperatura perfeita para correr, na ordem dos 13 graus”.

Vera Nunes vai também correr no Chile, ao lado a lado de António Sousa, que é o seu treinador. “O meu objectivo é sempre fazer melhor e por isso parto com a missão de acrescentar alguns quilómetros ao meu resultado do Porto”.

Melbourne é o destino de Hélder Santos (SCP), que dominou no ano passado no calor intenso do Dubai; “Penso que a principal dificuldade vai ser a diferença horária em relação a Portugal, essa habituação não é fácil, mas como sempre vou correr para dar o meu melhor!”.

Finalmente, Doroteia Peixoto decidiu correr este ano em Viena de Áustria; “Desta vez vou mesmo pela causa, pois tenho uma maratona muito importante de apuramento para o Campeonato do Mundo apenas uma semana antes. Quero correr descontraída e continuar a fazer parte deste incrível movimento!”.

Mais informações em: www.wingsforlifeworldrun.com