Suplementação

Suplementos nutricionais no desporto

04 fevereiro 2020
3 min
Por Úrsula Martins, médica de Medicina Física e Reabilitação no Centro Hospitalar entre Douro e Vouga.

Uma dieta saudável e equilibrada, adequada à prática desportiva, que inclua todos os grupos de alimentos e os nutrientes essenciais é, normalmente, suficiente para satisfazer as necessidades nutricionais da maioria das pessoas. Contudo, alguns suplementos poderão ajudar a obter uma dieta adequada, embora não substitua a ingestão de uma dieta saudável. No caso de alguns desportos, dependendo de factores como o tipo de desporto, de treino ou altura da época desportiva, os suplementos podem ser usados para colmatar alguma necessidade extra, sendo essencial adequar cada suplemento ao atleta em questão.

A Food and Drug Administration (FDA) refere que alguns suplementos poderão ter um efeito positivo na saúde, contrariamente a outros que poderão ser um risco. No entanto, a questão que deve ser colocada é qual a necessidade da sua ingestão e quais suplementos a utilizar? Inúmeros suplementos estão disponíveis no mercado, no entanto, nem todos apresentam uma forte evidência científica no que diz respeito a efeitos positivos no rendimento desportivo. A este grupo pertencem: agentes alcalinizantes (como bicarbonato de sódio), β-alanina, cafeína, creatina, proteína, nitrato, alimentos desportivos (bebidas, géis, barras). Cada suplemento tem uma utilidade específica que deverá ser respeitada e o seu uso incorrecto poderá ter consequências, não só a nível do rendimento, mas também da saúde do atleta.

Para além dos suplementos que apresentam efeitos no rendimento desportivo, existem outros que possuem substâncias bioactivas que actuam a nível dos diferentes sistemas, nomeadamente do osteoarticular. A associação de glucosamina e condroitina apresenta efeitos ao nível do desgaste articular, diminuindo os seus sintomas e contribuindo para o atraso do desenvolvimento de osteoartrose. Sendo a sua utilização sugerida para prevenção de lesões da cartilagem em desportos associados a um maior desgaste, assim como para manutenção da homeostasia osteoarticular e alívio da dor.

Um dos principais cuidados da aquisição de suplementos consiste na compra em locais de confiança, com reputação, e nunca em locais duvidosos ou pela Internet, em sítios declaradamente comerciais. Em Portugal, existem empresas que vendem diversos suplementos e que se apresentam mais seguros. Antes de iniciar a suplementação aconselhe-se com médico ou nutricionista.

 

Referências bibliográficas

  1. U.S. Food and Drug Administration. Dietary Supplements: What You Need to Know. http://www.fda. gov/Food/DietarySupplements/ UsingDietarySupplements/ucm109760.htm.
  2. União Europeia. Suplementos alimentares. http://eur-lex.europa.eu/legal-content/PT/ TXT/HTML/ ?uri=URISERV:l21102&from=PT.
  3. U.S. Food and Drug Administration. Tips for Dietary Supplement Users. http:// www.fda.gov/Food/DietarySupplements/ UsingDietarySupplements/ucm110567. htm#basic.
  4. The Association of the UK dietitians. https://www.bda.uk.com/foodfacts/ supplements.pdf.
  5. Pina e Brito C. Artrozen: Uma Opção terapêutica mais abrangente no tratamento de fundo da osteoartrose. Anamnesis. Abril/maio/junho 2016; XXV (226)
Agenda
Agenda
Subscrever newsletter RUNning
Inscreva-se para receber novidades acerca dos nossos artigos e notícias, diretamente no e-mail
Parceiros