Estrada
Kalenji Running Club Amadora: Aqui há lugar para todos os corredores
22 novembro 2019
7 min
Com treinos gratuitos às quintas-feiras, às 19h00, o Kalenji Running Club Amadora promove a corrida para todos. Mais do que pessoas que se juntam para treinar, este grupo é de amigos. A RUNning juntou-se ao grupo na última quinta-feira.

Por Vanessa Pais (texto e fotografias)

Às quintas-feiras, às 19h00, o grupo de corrida Kalenji Running Club tem encontro marcado na loja Decathlon da Amadora, para um treino gratuito e, acima de tudo, divertido. O percurso faz-se pelos trilhos, estradas e estradões de Monsanto, com grupos orientados para todos os ritmos. Neste grupo, que a RUNning foi conhecer na passada quinta-feira, fortalece-se a performance na corrida, pelas “subidinhas” características daquela zona, mas também as amizades.

DSC_0797

“Formámos o grupo em Abril de 2018, à semelhança do que já acontecia noutras lojas da Decathlon, com o objectivo de promover o desporto para todos e o convívio. Começámos com quatro ou cinco pessoas e agora temos por treino cerca de 15 a 20”, enquadrou Miguel Quaresma, um dos pacers e fundadores do grupo. Aos 36 anos, o colaborador na Decathlon (há cerca de 15 anos) na área da corrida e nutrição, é também atleta. Actualmente corre na equipa Run Tejo, mas representou o Sporting Clube de Portugal durante 17 anos, sendo especialista nos 3000 metros obstáculos.

Corrida para todos e espírito de entreajuda

Normalmente é Miguel Quaresma que orienta o grupo mais rápido, mas garante que “o ambiente não é o de competição”. “Claro que há pessoas que começaram no grupo menos rápido e que depois evoluíram e isso é positivo, mas o nosso objectivo é praticar corrida de forma saudável e apoiar toda a gente”, ressalvou. E acrescentou: “Hoje somos um grupo de amigos e aproveitamos o treino para conviver, sendo que também começámos a participar em provas em equipa e temos actividades extra-treino, como é o caso do jantar de Natal. Além disso, neste evento semanal contribuimos para o aumento de notoriedade da marca Kalenji nos desportos de corrida, através dos teste de produtos, para dar confiança aos nossos clientes e colocar a Decathlon como verdadeiro especialista do mundo do running em Portugal.”

DSC_0790

De facto, na quinta-feira, mesmo com os termómetros a lembrarem que o Inverno está à porta para ficar, e depois de 50 minutos de corrida, o grupo não desmobilizou no retorno à loja. Ali comentou-se o treino, com todos a quererem saber se as salamandras que costumam aparecer no percurso tinham ido “desejar bom treino” aos participantes. Naquela noite não as vimos, mas talvez pela distracção com a conversa. Afinal, sempre que há um elemento novo, é preciso conhecer melhor e motivar. Foi isso que fez Ricardo Viegas, 42 anos, que corre desde 1997. Com simples perguntas como – “Costumas correr sozinha ou em grupo? Com música ou sem música? – iniciou-se uma conversa de oito quilómetros, que acabaram por passar num sprint.

É isto que Ricardo Viegas gosta de fazer, “animar a malta e ajudar quem está com mais dificuldades”, disse no final. Conheceu o Kalenji Running Club Amadora através de outra organização semelhante, que, tal como esta, conta com elementos do grupo A Minha Corrida, no apoio à orientação dos atletas, no caso do treino de quinta-feira, o Nélson Santos e o José Silva. Pela sua experiência, Ricardo Viegas, garante que “o grupo é para todo o tipo de corredores, sendo que o percurso é um pouco diferente, por passar por Monsanto, e também por se realizar à noite, o que o torna especial”.

Em cada participante uma motivação

Também Fabrice Polteau, responsável na Decathlon pela área da corrida, faz questão de “marcar o passo” às quintas-feiras, sendo igualmente presença assídua nas provas. Na última quinta-feira foi o porta-voz nas “boas-vindas” à nova pacer, Andreia Pereira, que já é uma cara conhecida no grupo. Na verdade, esta nova “função” foi apenas a oficialização daquilo que, de forma informal, Andreia Pereira acabava por fazer naturalmente, que é apoiar o grupo. “Gosto de conhecer pessoas e de ajudar e foi isso que sempre fiz no grupo, por isso, fiquei muito contente com este convite”, disse.

DSC_0792

A nova pacer começou a correr há cerca de cinco anos, primeiro por estrada e em provas curtas, mas, inspirada pelo irmão, hoje é ultramaratonista. “Gosto de ultramaratonas, porque não é só correr, implica logística, a preparação do equipamento e é preciso saber interpretar o nosso corpo e o ambiente. Além disso, temos a oportunidade de conhecer pessoas durante a prova e há uma grande camaradagem”, reflectiu. É esse espírito que Andreia Pereira cultiva há um ano e meio no Kalenji Running Club Amadora, grupo a que se juntou precisamente porque precisava de fazer quilómetros durante a semana para preparar os seus ultra-desafios. O próximo, adiantou, é o Lavaredo Ultra Trail, em Itália, prova de 120 km, que integra o circuito Ultra Trail World Tour, a 26 de Junho do próximo ano. Antes disso, ainda vai “aquecer os motores” na mítica Corrida do Fim da Europa, em Sintra, a 26 de Janeiro.

Já Palmira Quinhama, 41 anos, é a antítese de Andreia Pereira, no que diz respeito a planear os seus desafios. Começou a correr há cerca de quatro anos, porque diz que precisa “de fazer actividade física”, e antes da corrida já passou pelo andebol, pelo basquetebol ou pelo corfebol. “Quando comecei a participar em provas, os meus colegas disseram-me que deveria de deixar de ‘passear com as amiguinhas’ e correr”, contou entre risos. “Então fiz isso”, disse. Foi nessa altura que começámos a ouvir o seu nome na subida aos lugares mais altos do pódio. A última vez foi na Meia Maratona de Abrantes, a 17 de Novembro, mas também já deixou o seu nome, por exemplo, na história da Ultra Maratona Atlântica Melides-Tróia, em Agosto.

DSC_0777

O relógio marcava 20h30 quando o grupo desmobilizou, não sem antes, enquanto se alongava e distribuía o recovery, marcar o jantar de Natal e apelar à inscrição no próximo desafio em equipa, o Monsaraz Nature Trail, a 20 e 21 de Março. “Vai ser uma óptima oportunidade para conviver, aproveitar a gastronomia e correr numa paisagem fantástica”, rematou Ricardo Viegas.

 

Marque na agenda

Kalenji Running Club Amadora

Quintas-feiras

19h00

Loja Decathlon Amadora

Ritmos entre os 5m/km e os 6m30s/km (adaptável ao ritmo dos participantes)

Saiba mais em facebook.com/groups/kalenjirunningclub/

 

Partilhar