Estrada
Maratona do Porto: mais um adiamento inédito
08 junho 2020
4 min
A prova estava agendada para o dia 8 de Novembro de 2020.

A Maratona do Porto, que percorre há 16 anos as cidades do Porto, Matosinhos e Vila Nova de Gaia, foi hoje oficialmente adiada para o dia 7 de Novembro de 2021 devido à pandemia da Covid-19.

Foi depois de reunir com os municípios envolvidos e os patrocinadores e de analisados os riscos associados à respectiva realização, que a Runporto, entidade organizadora do evento, concluiu não existirem as condições de segurança necessárias, sendo igualmente esta a recomendação das autoridades portuguesas em colaboração com as entidades de saúde pública.

Esta foi, de resto, uma deliberação que Jorge Teixeira, director-geral da Runporto, qualificou como “inevitável: “Foi uma decisão muito difícil de tomar, mas é a pensar na segurança de todos, participantes, colaboradores e voluntários, que a Runporto vai adiar a EDP Maratona do Porto para 2021. Neste momento é a decisão mais responsável a tomar, não podemos juntar 16 mil pessoas, simplesmente não é seguro”, considerou o responsável, adiantando ainda sobre o momento do adiamento que “não é correcto não avisarmos com tempo os nossos maratonistas que a EDP Maratona do Porto não se vai realizar, pois estes têm normalmente vários meses de preparação até estarem aptos para alinharem numa prova tão exigente como uma maratona e não faz sentido a nossa organização adiar esta decisão para mais tarde. Fazer este anúncio nesta altura é um acto de respeito pelos atletas e por todas as entidades envolvidas”.

Portadora do nível de bronze da World Athletics, a Maratona do Porto superou em 2019 a fasquia de ​​​​​​​16 mil corredores de 75 nacionalidades, repartidos pela prova principal, de 42,195 quilómetros, vencida pelo etíope Deso Gelmisa, uma corrida solidária de 15 quilómetros e uma caminhada de seis, com partida e chegada no Queimódromo.

Também a Corrida da Mulher, que já havia sido adiada de 17 de Maio para 11 de Outubro deste ano, só vai afinal ter lugar a 16 de Maio de 2021.

“Estávamos a caminhar para os 2 mil atletas na Maratona do Porto. Na Corrida da Mulher esperávamos cerca de 25 mil participantes femininas. Iremos propor três possibilidades para esses dois certames: transitar a inscrição para o ano seguinte, transferi-la para a edição de 2022 ou mudar o titular, segundo a indicação do próprio”, explicou o responsável.

Depois de a 11 de Maio ter anunciado o adiamento de todas as competições sob a sua alçada que estavam calendarizadas até ao final do mês de Setembro, a Runporto deposita ainda esperança na realização das corridas de São Silvestre de Braga e do Porto, a 20 e 27 de Dezembro, respectivamente.

Já quanto à tradicional Corrida de São João e à Corrida do Pai, vão agora decorrer em formato digital, estando a primeira agendada para o dia 20 e 21 de Junho e a segunda para o dia 5 do mês de julho, o que significa que as distâncias devem ser percorridas de forma individual e no local escolhido pelo participante, desde que sejam respeitadas as medidas de distanciamento social.                                  

A experiência em corridas virtuais da Runporto iniciou-se com a Maratona Virtual Solidária, que fomentou a prática de exercício físico e teve ainda uma vertente solidária ao ajudar a Cruz Vermelha Portuguesa na luta contra a Covid-19, já que o valor das inscrições reverteu a favor daquela instituição.

Partilhar