Breves

Pedro Rocha deixa-nos aos 54 anos

14 setembro 2020
2 min
O atletismo nacional, ao longo dos tempos tem registado nomes de vulto, quer como atletas, quer mesmo como técnicos ou dirigentes. Hoje, Pedro Rocha deixou o nosso convívio assim como deixou o atletismo português mais pobre.

A notícia do falecimento do Técnico Nacional de Meio Fundo e Coordenador do Programa Nacional de Marcha e Corrida, no qual promoveu a abertura de dezenas de centros pelo país, bem como promoveu a realização de vários Congressos da Corrida, com a presença de figuras internacionais e nacionais, deixou o atletismo português de luto.

Vítima de doença prolongada, o antigo atleta, com 54 anos de idade, e técnico de vários outros atletas, entre os quais Samuel Barata e Hugo Rocha, deixa entre a família do atletismo um sentimento de profunda perda, ficando o seu legado para Portugal recordar.

Numa mensagem carregada de sentimento, Jorge Vieira, presidente da Federação Portuguesa de Atletismo não deixou de referir que “o Pedro é mesmo insubstituível”, tendo aluido na sua mensagem de condolências frases como “o Pedro era um dos mais seguros no seu saber e experiência profissional. Dava-me a segurança de que a sua opinião não era um simples ‘acho que’, era, pelo contrário, fundamentada, embora refutável” ou ainda “os não-crentes apenas podem lamentar a enorme injustiça biológica. Não pode ser justo que a natureza leve, tão cedo, um dos nossos, alguém que deixa tantas pessoas vazias, tanta tristeza, tamanha saudade. Confortam-nos as boas memórias do convívio com o Pedro. Jovem, mas deixou legado, preservemo-lo. Deixou muita amizade, recordemo-la. Deixou competência e qualidade – ampliemos e divulguemos esse saber e esse saber-estar”.

À família enlutada, a Running Maganize, manifesta toda a sua solidariedade e um profundo pesar pelo falecimento de Pedro Rocha.

José Costa
Partilhar