Actualidade

Serras solidárias: 5 dias, 5 serras, 5 maratonas

17 julho 2020
4 min
A iniciativa visa trocar os quilómetros percorridos por euros. O valor angariado vai reverter na totalidade a favor da Associação Espinho Solidário com Famílias e Crianças Desfavorecidas (AESFCD), que apoia crianças com doenças raras, oncológicas e paralisias cerebrais.

São 10 os atletas que nos próximos dias 22, 23, 24, 25 e 26 de Julho vão correr 5 maratonas, em 5 serras portuguesas, num total de cerca de 210km e 10000D+. A ideia partiu de um grupo de amigos que treinam juntos e decidiram aproveitar uma das coisas que mais gostam de fazer – correr – em benefício de uma causa solidária: ajudar – angariando fundos e dando visibilidade – a Associação Espinho Solidário com Famílias e Crianças Desfavorecidas, que apoia famílias e crianças nas mais diferentes vertentes, nomeadamente com doenças raras, oncológicas e diversos tipos de paralisia.

O fundamento da iniciativa é simples e nobre, já que chama a atenção para uma causa que deve dizer respeito a toda a sociedade, mas que muitas vezes acaba por passar despercebida, e cuja urgência ganhou ainda mais relevo devido à pandemia: "Se a condição física dos atletas se sentiu por estes não poderem treinar durante a pandemia, o que dizer de uma criança com estas patologias que ficou sem o tratamento essencial para a sua condição durante estes meses? Isto é uma realidade e aconteceu efectivamente”, alerta a organização. “Por isso pretendemos levar a cabo este desafio exigente a nível físico, porque queremos que o mundo olhe para estas crianças que neste preciso momento enfrentam desafios mil vezes superiores”.

Estes meninos e meninas, como se compreende, precisam de um sem número de tratamentos dispendiosos, além de tudo o que envolve reabilitação e respectivas questões logísticas e equipamentos específicos, ou mesmo alimentação. “É por isso urgente ajudar estas crianças a serem crianças. A poderem andar, sorrir, comer, falar… coisas tão básicas e tão simples que não deveria ser preciso lutar por elas. Infelizmente para estas crianças é preciso trabalhar muito para atingir alguns objectivos que para nós são adquiridos à nascença”, apelam.

Quanto aos locais visados foram as serras da Lousã, da Estrela, da Freita, do Marão e do Gerês, por serem das mais emblemáticas a nível nacional no que à história do trail diz respeito, refere a organização. Entre os 10 “heróis” que vão fazer as cinco maratonas, são de destacar os nomes de Paulo Morais – campeão nacional de trail M45 – e Ester Alves – ex-ciclista profissional.

A associação em causa ajuda neste momento, pelo menos, 25 crianças com doenças raras através da ajuda financeira para os tratamentos terapêuticos, além de prestar ainda apoio alimentar a famílias em situações precárias e incentivar campanhas solidárias para apoiar crianças e famílias desfavorecidas com roupa, calçado, brinquedos e outros bens necessários.

No âmbito concreto desta prova pode ajudar através de transferência bancária ou da compra de tshirts da iniciativa (camisola oficial da equipa Serras Solidárias).

Os atletas Sara Moreira, Carlos Sá, Aurora Cunha são algumas das figuras públicas que já manifestaram o apoio à causa.

Para contribuir e ainda  conhecer algumas das crianças que pode ajudar, visite a página da iniciativa aqui.

Serras solidárias cartaz

Partilhar