Actualidade

Atletas russos fazem apelo para participar nos Jogos Olímpicos

30 julho 2020
2 min
É esperada hoje uma decisão da World Athletics sobre a possibilidade de suspensão total dos competidores russos.

Em véspera da tomada de decisão da World Athletics sobre a possibilidade dos atletas russos participarem nos próximos Jogos Olímpicos, pelo menos enquanto neutros, três atletas russos decidiram lançar um apelo ao organismo mundial de atletismo, que está reunido hoje.

Os autores desta mensagem que visa sensibilizar a World Athletics quanto aos “desportistas limpos” foi lançada pela saltadora em altura, María Lasitskene, o especialista em 110 metros barreiras, Sergey Shubenkov e a saltadora à vara Anzhelik Sídorova: “Somos atletas no activo, estamos plenamente abertos para cooperar, cumprimos os nossos compromissos de forma honrada e não podemos permitir-nos perder mais uma época devido a acções erradas da Federação Russa de Atletismo”.

Os três desportistas russos correm inclusivamente o risco de falhar a presença em Tóquio2020 enquanto atletas neutros, possibilidade que a World Athletics tinha lançado antes da federação russa ter falhado o pagamento de uma multa de 4,25 milhões de euros, por violar as regras antidoping.

“A federação russa não dispõe de meios económicos para pagar as multas impostas”, disse Yevgueni Yurchenko, invocado a crise económica provocada pela Covid-19 e, inclusive, se demitiu da presidência do organismo duas semanas após falhar o prazo.

O atletismo russo está fora das grandes competições desde 2015, quando foi desvendado um mega escândalo de doping apoiado e patrocinado pelo Estado.

Note-se que no passado mês de Março, a World Athletics limitou a dez o número de atletas neutros que a Rússia poderia apresentar às principais provas internacionais (Jogos Olímpicos e Campeonatos da Europa e do Mundo), no entanto, para isso acontecer, a multa deveria ser paga até ao dia 1 de Julho, o que não se verificou.

Leia também: 

Partilhar