Triatlo

Vasco Vilaça é vice-campeão do Mundo de Triatlo

07 setembro 2020
2 min
A competição disputou-se este fim-de-semana em Hamburgo, na Alemanha e foi “quase a prova dos sonhos” do atleta português.

Foto: © ITU

O jovem de 20 anos, natural da Amadora, levou a medalha de prata do Campeonato do Mundo de Triatlo, com um tempo final de 49.15, a apenas dois segundos do vencedor, o francês Vincent Luis, que bateu o luso no sprint final, terminando com 49.13. Em terceiro lugar ficou outro francês, Léo Bergere, num tempo de 49.18 minutos.

Em declarações à Agência Lusa, Vasco Vilaça disse ter sido “quase a prova dos meus sonhos. Nunca pensei conseguir estar na frente com os melhores atletas do mundo, muito embora seja esse o sonho. Depois de tantos anos a ver na televisão, estar lá a correr com eles é algo muito difícil de descrever”.

 

VilaçaFrentedaProva

Foto: Federação Portuguesa de Triatlo

O português residente na Suécia, que já tinha sido campeão europeu de juniores em 2017, explicou ainda que “a bicicleta foi muito dura e estava muito cansado. (...) no final, no «sprint», [o Vincent] tinha mais energia. Foi um resultado excelente, estou muito feliz”. Para Vasco, a natação é mesmo o “ponto mais fraco”, pelo que iurante a paragem forçada pela pandemia fez um trabalho específico que “fez a diferença na prova. Andei a trabalhar muito a corrida e a bicicleta também, mas diria que o que fez este resultado tão fora do normal foi a evolução na natação".

Na prova, que teve 750m de natação no Lago Stadtpark, 20 quilómetros de bicicleta e uma corrida de cinco quilómetros, João Silva foi 22.º classificado, ao cortar a meta com o tempo de 50.14 minutos.

Devido à pandemia de covid-19, o calendário do mundial foi reduzido, tendo sido esta a prova estipulada para a coroação dos campeões.

Já no domingo, a selecção portuguesa de estafetas mistas foi eliminada, ao sofrer uma volta de avanço na prova de encerramento dos campeonatos. Vasco Vilaça acabou por não poder cortar a meta, após o esforço dos colegas de equipa Melanie Santos, João Silva e Gabriela Ribeiro. Sagrou-se campeã do mundo a selecção nacional francesa.

Confira os resultados AQUI.

 

Cátia Mogo
Partilhar