Outras modalidades
Adidas dá mais um passo rumo à sustentabilidade
10 março 2020
2 min
A marca pretende reduzir em 30% a sua pegada de carbono até 2030, tendo como meta ser completamente neutra para o clima em 2050.

Depois de em 2012 ter inovado em produtos e processos aliando-se a parceiros focados na sustentabilidade, e em 2015 ter apresentado os primeiros sapatos feitos com resíduos plásticos reciclados nas Nações Unidas, o ano de 2020 representa mais um passo dado pela Adidas rumo a uma produção mais sustentável e preservação do meio-ambiente.

Nesse sentido, e depois de ter assumido o compromisso de eliminar os resíduos plásticos através de parcerias e da inovação desde 1998, a marca desportiva alemã lança agora as tecnologias sustentáveis Primeblue e Primegreen, no âmbito das quais 100% do poliéster utilizado é sustentável.

"A Primeblue é um tecido que contém ParleyOceanPlastic - resíduos plásticos reciclados - e está presente em alguns dos produtos de desempenho mais emblemáticos e visíveis da marca, como os Ultraboots 20 e equipamentos das maiores ligas e equipas do mundo. O Primegreen é um tecido de desempenho que não contém plástico virgem e estará disponível ainda este ano, sendo que, posteriormente, será incluído em alguns produtos chave", revela a marca.

Ambos os tecidos vão desempenhar um papel importante nas metas ambiciosas propostas pela Adidas.

A promessa da Adidas é ainda sustentado pela adopção da ThreeLoopStrategy que visa a criação de três categorias sustentáveis: a Recycled Loop, que inclui produtos feitos de materiais reciclados através das tecnologias já mencionadas; a Circular Loop, com artigos criados através da reutilização de produtos no final da sua vida útil - o que já acontece com o sapato FuturecraftLoop -; e a Bionic Loop,  criações com múltiplas vidas que possam depois regressar à natureza.

Ambos os tecidos e as categorias de produtos vão desempenhar um papel importante nas metas propostas pela Adidas e que passam por, ainda durante este ano, mais de 50% do poliéster utilizado no fabrico de produtos ser reciclado. A longo prazo, os compromissos da marca consistem na redução da pegada de carbono em 30%, em 2030 (comparativamente ao ano de 2017), e alcançar a neutralidade climática em 2050.

Partilhar