Outras modalidades
Alimenta esta Corrida: Hélio Fumo corre 12 horas por bens alimentares
05 junho 2020
3 min
A iniciativa ‘Alimenta esta Corrida’ decorre no próximo dia 6 de Junho e conta com a participação e apadrinhamento de personalidades como Carlos Sá, Pedro Fernandes e Aurora Cunha.

O desafio foi lançado pelo atleta de trail Hélio Fumo, que anualmente no dia do seu aniversário organiza eventos de angariação de bens alimentares para a Paróquia da Póvoa de Santo Adrião, entidade que o acompanhou desde tenra idade.

O movimento não é exclusivo de corrida, e “não é uma prova ou competição”, alerta Hélio Fumo. O objectivo é fazer angariação de bens alimentares com a ajuda de comunidades de várias modalidades desportivas, como o trail, corrida ou outras áreas, de forma a ajudar a responder ao aumento do número de famílias que atravessem situações complicadas.

“Contactei várias personalidades para dar a cara pelo projeto e neste momento temos participantes e embaixadores como o Carlos Sá, o Pedro Fernandes, a Aurora Cunha, o Mario Elson, o Marco Fortes, a Mónica Silva, o Rui Pedro Silva, o Rui Moreira, o Matias Novo e o Mira Cerqueira, entre muitos outros”.

E como se vai realizar o evento ‘Alimenta esta Corrida? Hélio Fumo, o mentor da iniciativa solidária esclarece: “A ideia é que todos os participantes, no dia 6 de Junho, durante 12 horas – desde as 8h00 da manhã até às 20h00 – façam uma actividade à escolha, em determinada localização, e angarie bens alimentares para uma instituição que lhes seja próxima ou da respectiva comunidade local. Enquanto os participantes realizam as suas actividades, as pessoas passam e doam bens alimentares”.

Além de evitar ajuntamentos não aconselhados ainda nesta fase devido à pandemia global, a iniciativa chega assim a todo o país, alcançando diferentes instituições.

No caso de Hélio Fumo, o atleta optou por correr durante 12 horas à volta do Campo Pequeno, sendo substituído apenas pontualmente durante pequenos períodos de tempo.

“Em Viana do Castelo, por exemplo, optou-se por subir e descer a escadaria do Monte de Santa Luzia”, exemplifica ainda.

“Queremos fazer parte de uma solução, pois acredito que se as pessoas estão a passar dificuldades e a passar fome não têm de ter vergonha de pedir ajuda e se todos dermos a cara vamos atenuar essa situação”, explica Hélio Fumo.

Entre as cerca de 40 instituições que vão beneficiar da ajuda do movimento, além da já referida Paróquia de Santo Adrião, constam ainda o Projecto Sentir, Repartir e Sorrir, a Associação Casa do Caminho,o Banco Alimentar da Miser de Reguengos de Monsaraz, a Cruz Vermelha de Torres Vedras e ainda famílias carenciadas já sinalizadas.

Este é mais um exemplo em que o desporto se decidiu unir em torno de causas solidárias, já que o movimento se tem multiplicado com particular ênfase durante a pandemia

Aurora Cunha deu recentemente a cara pela Corrida para a Vida, pelo Núcleo Regional do Norte da Liga Portuguesa Contra o Cancro.

 

Leia também:

- Corrida de São João estreia-se em formato virtual

- Corrida de Santo António virtual e solidária

- Venha correr pelos seus heróis

Partilhar